Categoria: Dicas Pet

FIV e Felv são doenças conhecidas pelos tutores de gatinhos e são desafiadoras para os veterinários pois infelizmente não tem cura. Elas podem acarretar uma séria de sintomas desde os mais simples relacionados a viroses, até complicações mais sérias como anemia, tumores e imunidade comprometida.

A Leucemia Viral Felina (Felv) é transmitida principalmente pela lambedura de gatos infectados e a Imunodeficiência Viral Felina (FIV) é transmitida principalmente pela mordedura, sendo que apenas uma mordida é suficiente para a transmissão.

Saiba mais sobre o diagnóstico dessas doenças clicando aqui.

A campanha “Miou, testou” é nacionalmente conhecida e preconiza que, todos os gatos devem ser testados para FIV e Felv principalmente antes de serem vacinados ou de serem incluídos em um ambiente que já possua outros gatos.

O importante é que o diagnóstico precoce seja realizado e que seja possível a adoção de medidas preventivas que evitam que estas doenças sejam transmitidas a outros gatos.

A testagem dos gatinhos pode ser feita por snap test ou por pcr. Realizamos as duas técnicas aqui, com resultados rápidos e seguros. Após consulta com seu veterinário, agende a coleta do seu gato:

(44) 3041-3399
(44) 99800-2571 – WhatsApp

As convulsões são caracterizadas pela contratura involuntária da musculatura e acontece quando existe uma atividade elétrica excessiva em algumas áreas do cérebro. Resumindo, o cérebro entra em pane.

Alguns outros sinais podem acompanhar esse episódio convulsivo: salivação, olhar fixo e desnorteado, falta de controle de esfíncter e perda de consciência.

Diagnosticar a causa e investigar o que está acontecendo, muitas vezes é um desafio ao veterinário porque quando falamos de convulsão logo pensamos em causas neurológicas, porém, esquecemos que existem algumas alterações extracranianas que também podem levar a esse quadro.

Encefalopatia hepática, intoxicações, desequilíbrio eletrolítico, são algumas possibilidades.

Em felinos, FIV, Felv, PIF e toxoplasma. Em cães de 1 a 5 anos, a epilepsia de causa idiopática.

Por onde começar o diagnóstico?
1- Bioquímica completa (atenção especial as enzimas hepáticas e glicose, principalmente em animais diabéticos)
2- Eletrólitos (atenção especial ao cálcio e quadros de hipocalcemia)
3- Hemograma
4- Exames específicos para suspeitas de doenças infecciosas como as citadas acima

Mesmo em casos onde a suspeita seja de convulsão de causa intracraniana, é interessante fazer um check-up completo para descartar alterações importantes que podem levar a piora do quadro.

Você pode solicitar um Perfil Check-up São Camilo que inclui: hemograma, glicose, ureia, creatinina, ALT, GGT, FA, sódio, potássio, cálcio, colesterol, triglicerídeos, amilase e lipase. Com este perfil, você conseguirá avaliar seu paciente de maneira ampla e eficaz.


Entre em contato e saiba mais:
(44) 3041-3399
(44) 99800-2571

Meu pet está com dor?

3 de janeiro de 2021 por veterinaria

Infelizmente os animais não falam nossa língua, mas, através de alguns sinais conseguimos perceber que estão felizes, tristes ou sentindo dor.

É importante que você conheça os sinais típicos de um animal com dor para que ele seja encaminhado a um veterinário o mais rápido possível.

A dor pode estar presente em situações simples e também em situações graves, por isso, é sempre importante agir rápido para que o animal volte a um estado de conforto e bem-estar.

Salve este post para que você consiga detectar se o seu pet está com dor, e preste atenção se ele apresenta algum destes sinais:

– Sem apetite
– Respiração ofegante ou difícil
– Agressividade ou mudança de comportamento
– Não apoia um dos membros
– Vocalização

A dor é um sinal inespecífico muitas vezes e somente o veterinário conseguirá avaliar o que está acontecendo através do exame físico e de exames de sangue e de imagem.


Entre em contato e agende um horário:
(44) 3041-3399
(44) 99800-2571

COVID-19 em Pets?

1 de dezembro de 2020 por veterinaria

Nos últimos dias fomos bombardeados por notícias a respeito de alguns animais que testaram positivo para Covid-19 no nosso estado.

Entendemos que é nosso dever, enquanto médicos veterinários, tranquilizar os tutores a respeito disso, por isso, leia este texto com atenção:

Até o momento, não existe qualquer tipo de comprovação científica de que os pets (cães e gatos) transmitem a covid-19 para outros pets ou humanos, sabemos no entanto, que alguns animais testaram positivo após terem contato com pessoas doentes.

Alguns estudos apontam que os animais podem fazer o papel de vetores por superfície de contato, mas isso ainda não está bem esclarecido.

O CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA) nos dá algumas orientações a respeito da COVID-19 x Pets, veja só:

1- Trate os animais com o mesmo cuidado de outros membros da família: não os deixe ter contato com pessoas que não moram com você e que estão doentes.

2- Se uma pessoa da sua casa ficar doente, isole ela do contato com outras pessoas e também, com os animais da casa.

3- Mantenha seu gato em casa e não permita que ele saia para passear, se possível.

4- Leve seu cão para passear na coleira e mantenha distância de outras pessoas e animais.

5- Lave bem suas mãos após manipular animais, potes de ração, água e objetos.

Importante: não coloque qualquer tipo de máscara no seu animal! (a foto da postagem é meramente ilustrativa!)

A pandemia ainda não acabou, por isso, se cuide e cuide da sua família (incluindo seus peludinhos).


Estamos a disposição para esclarecer suas dúvidas:
🐶 (44) 3041-3399
🐱 (44) 99800-2571

Filhotes precisam de exames?

30 de novembro de 2020 por veterinaria

A resposta é sim! Os filhotes também podem precisar de exames eventualmente durante os primeiros meses de vida. Os motivos são os mais diversos: esses bebês ainda estão formando sua imunidade e portanto, são mais susceptíveis a algumas doenças infecciosas, principalmente quando não estão sendo vacinados corretamente.

Eles também são curiosos e é muito comum que acabem ingerindo os mais diversos tipos de objetos, causando obstrução intestinal e levando a quadros graves que requerem cirurgia e internamento emergencial.

Alguns animais nascem com defeitos congênitos, ou seja, alterações que estão presentes desde a sua formação embrionária, e que precisam ser avaliadas e monitoradas com frequência pelo veterinário.

É importante lembrar que filhotes precisam frequentar ambientes limpos e não podem ter contato com animais doentes, por isso, nossos exames são realizados mediante agendamento. Desta forma, podemos nos preparar para receber seu bebê de maneira segura e tranquila, como ele merece.

Entre em contato e agende um exame:

(44) 3041-3399

WhatsApp (44) 99800-2571

Para tutores: 5 Coisas que farão seu pet viver mais

21 de agosto de 2019 por veterinaria

Dizer que atualmente os animais vivem muito mais do que viviam antigamente não é nenhuma novidade. Com os avanços cada vez mais velozes na veterinária, novos tratamentos surgem, novos métodos diagnósticos, a alimentação está constantemente sendo melhorada, cuidados preventivos estão se tornando mais comuns (ainda bem!) e por isso os animais estão chegando a idades avançadas e com MUITA saúde!

Continue lendo

Para tutores: Um exame pode salvar seu animal

29 de julho de 2019 por veterinaria

Já pensou conseguir olhar dentro do corpo do seu animal? Olhar células do sangue, analisar se os rins, fígado, pâncreas, medula, estão trabalhando como deveriam?

Continue lendo
Open chat
Olá 👋 Como podemos te ajudar?