Tudo sobre: Neutrófilos

2 de janeiro de 2020 por veterinaria

*Este post é frequentemente atualizado.

Neutrófilos são produzidos na medula óssea e liberados na corrente sanguínea após completarem um período de maturação, ficam circulantes por menos de 1 dia (de 5 a 15 horas apenas) e migram dos vasos sanguíneos para tecidos.

Os neutrófilos que completam seu ciclo e morrem, sofrem apoptose e são removidos pelos macrófagos em um processo chamado de esferocitose.

Alguns fatores produzidos em locais de inflamação estimulam o aumento na produção de neutrófilos pela medula óssea e o aumento na liberação de neutrófilos também pela medula. Fatores como a Interleucina-8, produzidos em locais de inflamação direcionam a migração dos neutrófilos diretamente para esses tecidos a fim de combater o processo inflamatório.

Normalmente, os neutrófilos são liberados da medula óssea em uma ordem específica, as células mais maduras primeiro e as menos maduras depois.

Endotoxinas tendem a sequestrar neutrófilos do baço, fígado e pulmões, causando uma diminuição no valor de neutrófilos do leucograma.

Neutrofilia:
É o aumento no número de neutrófilos segmentados e pode ocorrer devido a processos inflamatórios, uso de corticoesteróides ou epinefrina.

As causas mais comuns são: inflamação (infecciosa ou não infecciosa – trauma, cirurgias, queimaduras, etc), corticóide endógeno ou exógeno, epinefrina, doenças imunomediadas.

Basicamente, a neutrofilia pode participar de vários tipos de padrões de leucograma: de estresse, inflamatório e leucocitose fisiológica.

No caso de equinos, exercícios intensos ou estresse extremo podem desencadear um aumento nos neutrófilos segundo o estudo de Rose et al, 1983.


_

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá 👋 Como podemos te ajudar?