Dúvidas Frequentes

Pet

Como faço para abrir um convênio?

Será um prazer trabalhar com você. Basta acessar nosso site, ao rolar a página você encontrará um botão “Faça seu convênio”. É só preencher o formulário e esperar entrarmos em contato com você para ajustarmos alguns detalhes referentes a logística. Caso tenha alguma dúvida, entre em contato através do WhatsApp.

A coleta por motoboy em Maringá é cobrada?

Não. Nossa coleta em Maringá não é cobrada e nem exigimos um faturamento mínimo para que ela seja gratuita. Você pode contar com nossa rapidez e agilidade de segunda a sexta, e aos sábados, sem custo nenhum.

O Laboratório atende todo o Brasil? Até o Nordeste?

Sim, atendemos todo o Brasil. Em boa parte dele, principalmente na região Sul e Sudeste, temos logística própria ou logística facilitada. Entre em contato com nosso comercial e ele ficará feliz em te ajudar com essas informações!

O laboratório cobra taxa mínima de faturamento?

Não. Não cobramos nenhum tipo de taxa de faturamento mínimo. Porém, oferecemos descontos progressivos na fatura e um desconto pontual para pagamento antes do vencimento.

Hemólise ou lipemia interferem nos resultados de exames bioquímicos?

Sim, com certeza interferem. Amostras hemolisadas ou com lipemia são consideradas fora do padrão e não resultam em exames 100% seguros e confiáveis.

Coletei uma amostra de um animal que estava fazendo tratamento com antibiótico. Minha cultura dará negativo?

Provavelmente sim. Amostras coletadas enquanto o animal faz o uso de antibiótico podem resultar em falso negativo.

Como enviar amostras para citologia?

As amostras enviadas para exame citológico devem ser fixadas em álcool, gotejando o álcool em cima da lâmina. Após a secagem, a lâmina deve ser armazenada em porta-lâminas, identificada corretamente e enviada ao laboratório.

Amostras enviadas para exame histopatológico devem ser fixadas em formol a 10%, em frasco bem vedado, de preferência um coletor universal. 

Amostras de líquido para citologia devem ser enviadas em tubo com EDTA ou sem EDTA, ou então em seringa sem agulha. Esses materiais devem ser estéreis.

Como enviar amostras de Urocultura?

A maneira mais indicada para coleta de amostra para urocultura é a cistocentese, que pode ser realizada no laboratório ou na clínica, atentando-se sempre para a presença de contaminação e cuidados. É importante que a amostra seja coletada sempre próxima do horário de envio ao laboratório e esteja refrigerada adequadamente.

Qual a importância em preencher o histórico e suspeita do animal?

O histórico do animal contendo história clínica, sintomas atuais, doenças crônicas e outras informações são fundamentais para que nós enquanto patologistas clínicos consigamos te auxiliar no diagnóstico. Sabemos que alguns fatores podem interferir e apresentam particularidades que devem ser interpretadas corretamente junto com a clínica do animal. Fatores como: idade, raça, sexo, localização de lesões, tratamentos prévios, doenças concomitantes, podem ser diferenciais importantes na hora de laudarmos as alterações que encontramos.

Porque realizar uma cultura bacteriana ou fúngica antes de tratar?

A partir do momento em que há identificação do agente causador da doença (bactéria ou fungo), o clínico consegue guiar o tratamento para que seja mais eficiente e realmente trate o que o animal tem. Sabemos que para tratar bactérias e fungos específicos devemos muitas vezes utilizar medicamentos específicos para cada um, o que faz total diferença na hora de escolher qual tratamento seguir.

Qual a diferença entre Pesquisa de Fungos e Cultura Fúngica?

Quando realizamos uma pesquisa de fungos, conseguimos identificar a presença ou não de fungos na amostra coletada mas não identificamos qual o gênero presente. No caso da cultura fúngica, nós conseguimos determinar o gênero presente na amostra a partir do crescimento desse fungo e posteriormente realizar o antifungigrama para detectar qual antifúngico é ideal para o tratamento.

Sanidade Avícola

Água e Alimentos

Open chat
Olá 👋 Como podemos te ajudar?